fbpx
Siga-nos:

HomeNossas DicasNotíciasATUALIZAÇÃO: conheça os principais programas de habitação brasileiros 

ATUALIZAÇÃO: conheça os principais programas de habitação brasileiros 

Os principais programas de habitação brasileiros vêm beneficiando bastante pessoas e alguns segmentos de mercado. Vamos aprender sobre eles? 

No Brasil, o acesso à moradia é um direito fundamental consagrado na Constituição Federal. No entanto, a realidade habitacional do país apresenta desafios significativos, sendo que estes programas são uma excelente alternativa.  

Então, o governo federal implementou programas de habitação com o objetivo de oferecer moradia acessível. Neste artigo, veja sobre programas de habitação brasileiros, sua importância, o que mudou e funcionamento. Vamos ver?

programas-de-habitação

O que são os programas de habitação brasileiros e por que são importantes? 

Pois bem, os programas de habitação brasileiros são iniciativas do governo e voltadas para a construção, reforma ou financiamento de moradias populares.  

Como sabemos, o mercado imobiliário está em alta e as imobiliárias podem se beneficiar desses programas. Eles desempenham um papel importante na redução do déficit habitacional.  

Além disso, esses programas contribuem para o desenvolvimento econômico do país, movimentando a construção civil e estimulando o mercado imobiliário. Embora eles possuem algumas regras que são atualizadas periodicamente. 

A seguir, conheça uma das principais alternativas existentes. 

Programa Minha Casa, Minha Vida: o que é e como funciona? 

Dentre os programas de habitação brasileiros, há o Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), que é um dos principais programas habitacionais, criado em 2009 pelo governo federal.  

Assim, ele tem como objetivo facilitar o acesso à moradia para famílias de baixa renda por meio da construção de unidades habitacionais subsidiadas e do financiamento imobiliário.  

Então, esse programa atua em parceria com empresas privadas, cooperativas habitacionais e entidades sem fins lucrativos para viabilizar a construção e aquisição de moradias. 

O PMCMV contempla diferentes faixas de renda, permitindo que famílias com diferentes níveis de rendimento possam se beneficiar do programa.  

De modo complementar, as condições de financiamento são atrativas, há os subsídios do governo e taxas de juros reduzidas.  

Benefícios e regras do programa Minha Casa, Minha Vida 

Os benefícios do PMCMV são distribuídos de acordo com as categorias de renda familiar.  

Por meio delas, são definidos o montante concedido, as condições para o empréstimo e as taxas de juros aplicadas. Veja como as categorias de renda funcionam, a seguir, de acordo com o portal UOL: 

Categoria 1 

O primeiro grupo do programa é direcionado para famílias com renda de até R$ 2.640,00. Nessa categoria, em determinadas situações, o subsídio pode representar até 95% do valor do imóvel a ser financiado*. 

Categoria 2 

Aqui se incluem as famílias com renda de até R$ 4.400,00. Elas também têm direito ao benefício, que, assim como na categoria 1, pode chegar a R$ 55 mil*. 

Categoria 3 

Por último, temos as famílias com renda de até R$ 8 mil. Nessa categoria, não há subsídio disponível. Entretanto, as taxas de juros geralmente são mais acessíveis do que as praticadas no mercado. 

*O valor do subsídio pode variar dependendo da renda familiar, localização geográfica, tamanho e valor do imóvel. 

Agora, vamos abaixo sobre o Casa Verde e Amarela. 

Programa Casa Verde e Amarela: o que é e como funciona? 

Por outro lado, este Programa Casa Verde e Amarela é uma evolução do Minha Casa, Minha Vida, e tem o objetivo de ampliar o acesso à moradia e promover o desenvolvimento urbano sustentável.  

De maneira geral, não há uma diferença significativa entre esses programas de habitação. 

O Casa Verde e Amarela visa corrigir as falhas principais do Minha Casa, Minha Vida, especialmente no que se refere à regularização das habitações das famílias de renda reduzida. 

Logo, esse programa mantém as principais características do Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), como subsídios para aquisição de imóveis e financiamento facilitado, mas também introduz algumas mudanças significativas. 

O Casa Verde e Amarela divide os beneficiários em três grupos: urbano, rural e regularização fundiária.  

Atualizações recentes do programa Minha Casa, Minha Vida 

Como sabemos, o mercado imobiliário em 2024 está em um bom momento. E no contexto dos programas de habitação brasileiros, veja algumas mudanças do Minha Casa, Minha Vida.  

Em 2023, houve um aumento no limite do auxílio para entrada do imóvel destinado às famílias das faixas 1 e 2, passando de R$ 47,5 mil para R$ 55 mil. 

Adicionalmente, as taxas de juros aplicadas nos empréstimos para aquisição de imóveis pelos beneficiários das faixas 1 e 2 foram reduzidas. Veja outros detalhes: 

  • Para famílias com renda mensal de até R$ 2 mil, a taxa de juros diminuiu de 4,25% para 4% ao ano, com a ressalva de que essa redução é aplicada apenas nas regiões Norte e Nordeste.  
  • Nas outras regiões do país (Sudeste, Sul e Centro-Oeste), a taxa de juros foi ajustada de 4,5% para 4,25% ao ano. 
  • O limite máximo para o valor dos imóveis abrangidos pelo programa também foi ampliado para R$ 350 mil. Anteriormente, esse limite era de R$ 264 mil e era direcionado às famílias da Faixa 3.  
  • Os valores máximos para os imóveis destinados aos beneficiários das outras faixas variam dependendo da localização do imóvel, oscilando entre R$ 190 mil e R$ 264 mil. 

É importante ressaltar que, essa nova norma é válida em todo o território nacional. 

Aproveite e conheça o que é um custo unitário básico, que reflete os custos na construção civil. 

programas-de-habitação

Como se inscrever nos programas de habitação brasileiros? 

Para se inscrever nos programas de habitação brasileiros, os interessados devem verificar os requisitos específicos de cada programa e seguir as orientações fornecidas pelos órgãos responsáveis.  

Geralmente, é necessário atender aos critérios de renda familiar, não possuir imóvel próprio, estar em situação de vulnerabilidade social, entre outros. 

As inscrições podem ser feitas presencialmente, em unidades da Secretaria de Habitação ou órgãos municipais responsáveis, por meio de plataformas digitais disponibilizadas pelos governos estaduais ou federal.  

Conclusão  

Em suma, com as iniciativas como o Minha Casa, Minha Vida e o Casa Verde e Amarela, o governo busca oferecer oportunidades de acesso à moradia para milhões de famílias em todo o país. 

Aproveite e conheça nossa solução completa para sua imobiliária ser mais eficiente, ágil e gerar mais resultados! Fale conosco e veja como podemos te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação

Precisamos saber se você é um humano!

Não vá embora antes de saber disso!

Você pode nos chamar no WhatsApp para: