fbpx
Siga-nos:

HomeNossas DicasDicas5 dicas para ter inteligência emocional em vendas

5 dicas para ter inteligência emocional em vendas

Está em dúvida sobre a importância da inteligência emocional em vendas de imóveis?

Daniel Goleman escreveu o livro “Inteligência Emocional”, no qual afirma que a IE é uma habilidade vital para o sucesso nas relações interpessoais.

Ele argumenta que a IE  consiste nos componentes: autoconsciência, controle das emoções, empatia, habilidade social e motivação.

Você já ouviu falar que essas habilidades podem ser desenvolvidas para melhorar a qualidade das nossas vidas? E, claro, também dos negócios?

É bem provável que sim.

Goleman discute como as emoções influenciam nosso comportamento e a maneira como as pessoas lidam com as adversidades.

inteligencia emocional para corretores de imóveis

O que é inteligência emocional (IE)?

Em um artigo publicado na Harvard Business Review, escrito por Goleman e Michele Nevarez, os autores destacam que é preciso fazer três perguntas para entender a IE:

  • O que importa para você?
  • Quais são as diferenças entre como você se vê e como os outros o veem?
  • Que mudanças você fará para atingir esses objetivos?

A partir disso, você deve estar se perguntando: o que é inteligência emocional em vendas? Afinal, este é o tema do artigo.

Para simplificar, trata-se da capacidade de reconhecer e lidar de maneira eficaz com as próprias emoções e com as dos outros durante o processo de vendas.

Isso pode incluir compreender o humor dos clientes, usar técnicas de comunicação e persuasão, estabelecer uma conexão que gere empatia e construir relacionamentos duradouros com clientes fidelizados.

Como ter inteligência emocional em vendas de imóveis?

A inteligência emocional é uma ferramenta que pode ajudar o corretor a entender melhor as necessidades do potencial comprador e adaptar sua abordagem de vendas para atender às necessidades específicas daquela persona.

Sabendo disso, vamos entender como funciona na prática a IE.

1. Autoconsciência

A autoconsciência é o processo de reconhecer o nosso próprio estado emocional, os nossos padrões de pensamento e comportamento e as nossas motivações.

Nesse sentido, é a habilidade de ser consciente dos nossos próprios sentimentos e pensamentos e de perceber como eles têm influência sobre o nosso comportamento.

Você já deve ter ouvido alguma vez que o conhecimento de si próprio é o caminho para o crescimento e a realização.

Para ter inteligência emocional e lidar com outras pessoas, é preciso antes conhecer a si mesmo.

2. Controle das emoções

O controle das emoções é a capacidade de reconhecer e expressar adequadamente as próprias emoções, independentemente da situação.

Essa competência é importante porque nos ajuda a lidar com eventos estressantes e a lidar com nossos impulsos.

Isso torna mais fácil para nós identificar e entender as emoções alheias, e também nos ajuda a conviver com elas de maneira saudável.

Por exemplo, mesmo que você tenha um potencial cliente que discorde de você a todo momento e que apresente muitas objeções, se você deseja vender ou alugar um imóvel para este cliente, precisa ter este controle, não se exaltar, nem reagir de forma impulsiva.

3. Empatia

A inteligência emocional em vendas de imóveis também está relacionada à empatia.

A empatia é a capacidade de entender o que outra pessoa sente e abrange a capacidade de perceber os sentimentos e a perspectiva do cliente.

Ela é importante para estabelecer conexões com os outros e para ajudar a melhorar a comunicação e a resolução de conflitos.

4. Habilidade social

Quanto à habilidade social, é a capacidade de se relacionar com os outros de forma eficaz, trabalhar em equipe, comunicar-se bem e estabelecer relacionamentos saudáveis.

É também a capacidade de entender as nuances da comunicação para ter sucesso em uma interação social ou profissional.

A habilidade social é uma competência importante para o sucesso no setor de imóveis, pois ajuda a desenvolver relacionamentos positivos com colegas de trabalho, além de ser uma soft skill que é favorável na relação com prospects e clientes.

5. Motivação

A motivação é o desejo de realizar algo que nos é importante, é o entusiasmo e o impulso para buscar e alcançar nossos objetivos.

Portanto, é a energia que nos motiva a avançar, a superar obstáculos e alcançar resultados.

A motivação também é o que nos dá a força de vontade para alcançar metas, mesmo em momentos difíceis.

[smartslider3 slider=”3″]

Quais são as vantagens de desenvolver a inteligência emocional em vendas?

Ter mais confiança para fechar negócios

Desenvolver habilidades em inteligência emocional permite que os vendedores sejam mais confiantes em suas habilidades de comunicação e na sua capacidade de lidar com clientes.

Logo, contribui para aumentar a credibilidade dos corretores em uma negociação.

Melhorar a comunicação

Ter inteligência emocional ajuda os corretores a melhorar a comunicação com os clientes e a entender melhor suas necessidades.

Isso leva à construção de relacionamentos de longo prazo e pode trazer mais vendas, porque esses clientes podem indicá-lo a outras pessoas com o boca a boca.

Maior capacidade de tomar decisões

A inteligência emocional em vendas de imóveis permite que os corretores tomem decisões mais racionais e fundamentadas.

Consequentemente, eles saberão solucionar problemas de forma mais eficaz no processo de vendas.

Quais são os 4 tipos de inteligência dos grandes vendedores?

No livro “Como os supervendedores utilizam a inteligência emocional para fechar mais negócios”, Jeb Blount afirma que os grandes vendedores são capazes de entender as motivações e as necessidades dos seus clientes.

Ele faz distinção de alguns conceitos sobre o tema, como apresentaremos a seguir.

Inteligência Inata

A Inteligência Inata é um termo usado para descrever a capacidade natural de uma pessoa para resolver problemas, usar raciocínio e tomar decisões.

É geralmente medida por meio de testes de QI, que avaliam a capacidade de raciocínio lógico, memória, capacidade de aprendizado, capacidade de processamento e outras habilidades cognitivas.

Ela pode ser usada em todas as áreas da vida, desde o trabalho e os estudos até as relações interpessoais.

Inteligência Adquirida

Inteligência Adquirida é um termo usado por Jeb Blount para descrever uma pessoa que aprende a partir de experiências para se tornar mais inteligente.

Isso significa que são utilizados informações e dados para se adaptar às mudanças e melhorar habilidades e competências.

Esta forma de inteligência é útil em um ambiente em constante mudança e é a chave para o sucesso em negócios e em outras áreas.

Inteligência Tecnológica

Inteligência Tecnológica para Blount é a capacidade de se relacionar com a tecnologia de maneira eficaz para o desenvolvimento de negócios e crescimento profissional.

Significa usar a tecnologia e ferramentas, além de aprender como usar recursos digitais para aumentar a produtividade.

É importante entender como a tecnologia pode ser utilizada para melhorar processos, aprimorar habilidades, fornecer insights e ajudar a alcançar os objetivos.

No caso dos corretores, conhecer softwares como CRMs, por exemplo, permite que tenham um bom diferencial.

Inteligência Emocional

Por fim, a IE, segundo Blount, é o conjunto de habilidades sociais e emocionais que permitem gerenciar de maneira saudável diferentes situações.

A IE envolve usar o autoconhecimento, controlar a raiva, lidar com o estresse, relacionar-se bem com outras pessoas e desenvolver habilidades de comunicação eficazes.

Agora você já sabe o que é inteligência emocional em vendas de imóveis!

Para ficar por dentro das novidades, siga a Widesys nas redes sociais!

InstagramFacebookLinkedIn; YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação

Precisamos saber se você é um humano!

Não vá embora antes de saber disso!

Você pode nos chamar no WhatsApp para: