Como fazer um contrato de compra e venda de forma simples e prática

No ramo imobiliário, a burocracia é tão grande, que a maioria dos corretores mal sabe o porquê de certos documentos serem necessários. E na hora de fechar o negócio, é fundamental o conhecimento sobre contrato de compra e venda de imóveis.

Entender sobre esse tipo de documentação é fundamental para a carreira de corretor e carrega uma responsabilidade muito grande, que envolve além de um valor financeiro muito grande, valores sentimentais e de confiança.

É através do contrato de compra e venda de imóveis que são definidas todas as cláusulas acordadas entre cliente e comprador, e por conta dessa responsabilidade, exige que o corretor tenha entendimento sobre o assunto para evitar grandes problemas entre as partes envolvidas.

Todo corretor visa tornar mais fácil a vida do cliente que deseja vender seu imóvel,  mas considerando a demanda de documentos e imensa burocracia diária, é comum que alguns assuntos sejam mais confusos que outros.

Por isso, nesse texto, nós vamos te mostrar os passos necessários para que ocorra essa transação da maneira mais simples possível.

Para descobrir como formular um contrato de compra e venda de imóveis com simplicidade e clareza, continue com a leitura.

Por dentro do contrato

Assim como já foi dito anteriormente, o contrato de compra e venda de imóveis é a formalização oficial da negociação de um bem imóvel. Ele costuma ser utilizado em casos de parcelamento do valor total do imóvel ou quando existem, em acordo das partes, outras formas de quitação.

Ele contem cláusulas específicas que demonstram a concordância entre as partes envolvidas, exigências e direitos a serem cumpridos.

Em outras palavras, o contrato serve para dar garantia ao novo dono para que ele possa usufruir de tudo o que o imóvel tem a oferecer e que a negociação ocorreu bem.

Por isso, é tão importante que você, corretor, esteja atento às legislações e saiba como fazer o contrato de compra e venda de imóveis que estejam sob a sua supervisão.

Mas, não se esqueça: Existe diferença entre o contrato de compra e venda de imóveis, o registro de imóvel e a escritura pública.

Observe:

Registro de imóvel:

É realizado em um cartório de registro e permite também a transferência do direito de propriedade do imóvel para o dono que assim o adquirir. Ele é semelhante ao contrato, mas em um nível um pouco mais avançado.

Contrato de compra e venda de imóvel:

É um documento que gira em torno do âmbito de troca comercial, e como já foi dito anteriormente, define a forma de pagamento, os prazos, as cláusulas e o que o cliente concorda.

Escritura pública:

Costuma ser feita no cartório de notas ou em um tabelionato e confere ao novo proprietário direitos de validação de troca e de utilização do imóvel. É importante lembrar também que a escritura não tem poder para transferir o direito de propriedade para o novo dono.

Como montar um contrato

No geral, criar um contrato de compra e venda de imóveis pode ser um processo lento e um pouco cansativo. Mas o cliente confia no seu potencial, habilidade e experiências para que a transação seja feita da melhor maneira possível.

Sendo assim, é fundamental que sejam evitados e até excluídos possíveis problemas de comunicação entre corretor, cliente e comprador. E, para conseguir isso, é fundamental que antes de fechar o negócio, você se atente a algumas situações.

Se mantenha sempre atualizado sobre possíveis opções disponíveis no mercado e às que mais se adaptam às suas expectativas. E, após a fase de negociação, comece a montar o seu contrato.

As informações fundamentais exigidas no contrato de compra e venda de imóveis são:

Dados pessoais do vendedor e do comprador:

O contrato precisa mostrar, com precisão, quem está vendendo e quem está comprando, e para isso, é fundamental que todos os dados sejam inseridos no documento. São eles: Nome completo, nacionalidade, profissão, estado civil, RG, CPF, endereço e etc.

Multas e formas de pagamento aceitas:

É nesse momento que as partes acordam sobre a quitação do valor do imóvel. Nessa parte precisam estar a maneira como esse valor será liquidado (cheque, depósito bancário, financiamento, e etc), o prazo e as possíveis multas em caso do não cumprimento.

Descrição do imóvel:

O imóvel precisa conter a mesma descrição que apresenta no cartório de registros, com identificação completa, matrícula e especificações detalhadas do itens que o compõe, como por exemplo: área comum, área útil, garagem e etc.

Valor total e data limite para entrega:

Como o título sugere, essa é a parte em que os valores são explicitados, independente de serem pagos de uma única vez ou parcelados. Suas parcelas precisam também estar detalhadas, o período pelo qual serão pagas e o prazo de entrega do imóvel, se houve algum valor de entrada e etc.

Testemunhas e assinaturas:

A finalização do contrato ocorre quando há assinatura de comprador e vendedor, e mais duas testemunhas que não estejam participando da transação. Após recolhidas as assinaturas, o contrato é levado ao cartório e se torna legalmente oficial.

Índice de periodicidade de reajuste. Emissão de posse definitiva ou provisória

Cláusulas específicas:

É fundamental que todas as partes estejam de acordo com todas as exigências e direitos pré definidos. Cada contrato, além de carregar as obrigações já impostas pela legislação, também precisa apresentar as particularidades que sejam de pleno acordo das partes envolvidas. Dessa maneira, chance de mal entendido e de problemas de comunicação e eventuais dores de cabeça se reduz bastante.

Conclusão

Agora que você já sabe como montar o seu contrato de compra e venda de imóveis, não perca mais tempo e procure se aperfeiçoar no assunto para entregar sempre o melhor trabalho ao cliente, que espera ter a vida facilitada pela sua experiência.

Você pode fazer pesquisas de mercado e procurar soluções que estejam de acordo com o seu perfil.

Lembre-se sempre que o cliente procura pelo melhor atendimento, onde ele pode confiar e se sentir seguro para formalizar a transação desejada desde o início.

Quer saber também como fazer um contrato de locação de imóveis? Clique aqui e saiba tudo que você precisa para elaborar um.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href=""> <abbr> <acronym> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Entre em contato conosco