10 dicas de gestão financeira para imobiliárias

A gestão financeira para imobiliárias é algo fundamental para que a saúde da empresa seja sempre positiva. Por isso, o controle de gastos e ganhos deve ser bastante rígido e com informações sempre claras.

Isso fará com que as altas e baixas do mercado não sejam tão sentidas, fazendo com que a empresa esteja melhor preparada para enfrentar todos esses momentos. 

Para facilitar o entendimento e entregar mais facilidade para o dia a dia da sua imobiliária, resolvemos compilar neste artigo algumas dicas incríveis para fazer com que esse processo de organização financeiras fique muito mais fácil. 

Acompanhe esse artigo até o final e comece agora a colocar em prática a gestão financeira para imobiliárias! 

Meça seu desempenho através de softwares e ferramentas para melhorar a gestão financeira para imobiliárias

Os indicadores de desempenhos são ferramentas de gestão financeira importantes e fazem parte do dia a dia de empresas que têm planos para melhorarem e crescerem constantemente.

Assim, para as imobiliárias, eles são peças chaves para entender a atual situação do negócio e permitem que sejam traçadas metas para o futuro. Dessa forma, podem ser medidos, por exemplo:

  • ticket médio;
  • número de visitas realizadas;
  • taxa de conversão de contatos;
  • tempo necessário para venda das propriedades;
  • número de visualizações dos anúncios online.

Enfim, os indicadores servem para avaliarem o desempenho da equipe de corretores. Também são úteis para acompanhar a geração de receita, verificar se a imobiliária está seguindo no caminho certo, entre outras análises.

Tenha maior controle sobre suas cobranças

Receber os pagamentos dentro do prazo esperado é ótimo para conseguir se organizar financeiramente, mas sabemos que nem sempre isso ocorre. 

Para evitar complicações e atrasos, é preciso investir em maneiras efetivas de controlar o recebimento e ter um processo assertivo de cobrança. 

A melhor saída é automatizar esse processo para que os clientes sempre recebam as cobranças com antecedência e um pagamento em atraso seja imediatamente identificado.

Tenha um planejamento financeiro eficiente

As imobiliárias tendem a ter uma renda muito variável e difícil de ser prevista. Por isso, é ainda mais importante que se faça um planejamento financeiro eficiente. Nesse sentido, você precisará de organização. Alguns passos podem ajudar:

  • identificação de despesas fixas e variáveis;
  • controle rigoroso de custos e documentação de todas as despesas;
  • planejamento estratégico para definição de metas e objetivos financeiros;
  • separação de verbas da empresa das contas pessoais;
  • manutenção de um bom fluxo de caixa.
  • Logo, fazendo esse planejamento, você será capaz de garantir os recursos em caixa para arcar com as despesas e pode usar o dinheiro de maneira mais inteligente. 

Ao conhecer todos os seus gastos, você tem mais parâmetros para destinar investimentos e buscar melhorias.

Tenha sistemas tributários modernos

Todo empresário conhece a complexidade e o peso do sistema tributário brasileiro. O que alguns não sabem, no entanto, é que é possível pagar menos impostos e se manter na lei. 

Para isso, basta fazer um planejamento tributário e adotar os sistemas de gestão financeira mais adequados. Entretanto, mais uma vez, será importante conhecer as finanças do seu negócio. Ou seja, organização é fundamental.

Não misture as finanças pessoas e profissionais

Lembra-se que citei esse item acima? Então, o empresário de uma imobiliária geralmente se desdobra sendo corretor, construindo relacionamento com clientes e, ainda, trabalhando na gestão do negócio. 

Dessa maneira, as finanças pessoais acabam sendo direcionadas ao departamento financeiro, o que é um erro, pois podem confundir e interferir na administração da empresa. 

Por isso, evite fazer as duas administrações na imobiliária, caso não seja possível, explique corretamente aos colaboradores o que precisa ser pago separado do caixa da organização.

Atualize-se sobre o fluxo de caixa

Falando em fluxo de caixa é, essencial realizar o seu monitoramento todos os dias. Usualmente, os empresários os fazem por semana ou mês. Por conseguinte, não conseguem ter um controle financeiro efetivo de sua intensidade.

Sendo assim, defina um padrão para datas de vencimento dos aluguéis com as despesas a serem quitadas da imobiliária. 

A seguir, coloque-as em períodos próximos uma das outras. Isso auxiliará no equilíbrio do dinheiro que entra e sai do caixa, facilitando o gerenciamento das contas a pagar e receber.

Tenha muita atenção com clientes inadimplentes

A inadimplência ocorre independentemente do negócio, pois nem sempre os clientes conseguem arcar com seus compromissos financeiros.

 Por isso, é indicado prevenir a situação, o que é possível de se fazer com o envio de mensagens sobre os vencimentos de maneira automática. Essas cobranças podem acontecer por SMS, e-mail, WhatsApp etc. 

Também, disponibilize a emissão de segunda via para aqueles que estão atrasados e crie canais de negociação e atendimento para solucionar as dívidas.

Tenha receitas já previstas – Planeje o futuro 

Como o mercado imobiliário sofre muitas oscilações, é necessário acompanhar os indicativos econômicos e desenvolver estimativas baseadas nesses dados e nos números fechados pelos corretores. Com isso, você saberá como controlar o capital de giro.

Todavia, para agilizar o processo e dar mais segurança tanto para consultar como gerenciar o faturamento, é essencial empregar um sistema imobiliário específico para isso. 

Esse banco de dados atualizado em tempo real evita gastos desnecessários, ajuda nos investimentos e acompanhamentos do mercado.

Tenha metas e objetivos claros 

Antes de realizar o planejamento financeiro, determine metas e objetivos alcançáveis. Eles podem ser para reduzir custos, aumentar vendas, conseguir mais clientes etc. Pense neles a curto, médio e longo prazo, de modo a oferecer ferramentas para que a equipe consiga concluí-los. Do contrário, gerará um sentimento de frustração e queda de produtividade.

Quando possível, faça investimento precisos

Fazer aplicações estratégicas é complexo e desafiador, por isso utilize o Retorno Sobre Investimento (ROI) para entender que trazem mais retorno e, por isso, devem ser prioridades para alocação de recursos.

Assim, é possível saber quanto dinheiro a empresa perde ou ganha com os investimentos feitos em diferentes setores e canais. Por exemplo, adquirir uma solução tecnológica para treinamentos dos corretores ou automatização dos processos.

Conclusão

A gestão financeira para imobiliárias é fundamental para que exista uma boa administração de contas a pagar e receber. O que pode parecer simples faz toda diferença no fechamento de um mês. 

Por isso, coloque todas essas dicas em prática e tenha muito mais segurança para tomar decisões internas e, com responsabilidade, expandir e inovar.

Leia também:

Atendimento Humanizado – Seu cliente muito mais próximo!

O seguro fiança está fazendo sucesso no mercado

Técnicas de marketing para melhorar o desempenho da sua imobiliária

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href=""> <abbr> <acronym> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Entre em contato conosco